terça-feira, 1 de maio de 2018

MAIS NOVO CAMPEÃO DO ARNOLD CLASSIC BRASIL 2018.


Passa um filme na cabeça.
Há um tempo atrás não imaginávamos esta pisando no palco do Arnold Classic. Quem convive sabe das dificuldades que enfrentamos para estar lá, mas, graças ao Bom Deus e ajuda de todos os amigos conseguimos trazer pra casa o tão sonhado título do Arnold Classic.
Comemore muito este título meu amigo @luan.motta_ pois, ninguém mais do que você sabe, o que você passou para chegar até aqui, e eu, como seu treinador, estou muito feliz de ter contribuído para esta vitória, pois nós sempre acreditamos que era possível.
A ficha ainda não caiu mas, acredite!
VC É O MAIS NOVO CAMPEÃO DO ARNOLD CLASSIC BRASIL 2018.

BRAÚLIO GAMA BONFIM
Treinador

NESTE 1° DE MAIO DE 2018 O BLOG MOSTRA CAAPORÃ PARABENIZA A DESTILARIA TABU E TODOS FUNCIONÁRIOS PELO DIA DO TRABALHADOR

Resultado de imagem para destilaria tabu

Um bom trabalho inspira uma sensação de vitória e reconhecimento.

Uma das datas mais festejadas na Destilaria Tabu, a tradicional Festa do 1º de maio, comemorado na última terça-feira, Dia do Trabalho, com diversas atividades recreativas, promovidas pela Tabu.















sexta-feira, 27 de abril de 2018

Recém-nascido de família Testemunha de Jeová que passou por transfusão de sangue segue na UTI

Recém-nascido de família Testemunha de Jeová que passou por transfusão de sangue segue na UTI

Transfusão foi autorizada pela Justiça de Rio Preto (SP) após pais se negarem a aprovar o procedimento.

Por G1 Rio Preto e Araçatuba
 
A criança recém-nascida que passou por uma transfusão de sangue após determinação da Justiça continua internada na UTI da Santa Casa de São José do Rio Preto (SP). Segundo o hospital, o estado de saúde do bebê ainda é grave, porém estável.
A Justiça precisou intervir porque a família do bebê é Testemunha de Jeová, religão que proíbe a transfusão de sangue.
Advogados da Santa Casa disseram no pedido à Justiça que estado de saúde é gravíssimo (Foto: Reprodução)Advogados da Santa Casa disseram no pedido à Justiça que estado de saúde é gravíssimo (Foto: Reprodução)
Advogados da Santa Casa disseram no pedido à Justiça que estado de saúde é gravíssimo (Foto: Reprodução)
A equipe médica entrou com a ação para conseguir autorização para o procedimento por conta da gravidade do estado de saúde do bebê, de apenas 11 dias. Segundo a Santa Casa, o menino tinha hemorragia no estômago e quadro grave de anemia. Os pais não foram localizados peloG1 para falar sobre o assunto.
Em entrevista ao G1, o provedor da Santa Casa, Nadim Cury, disse que, em quatro anos, esta foi a segunda vez que o hospital precisou recorrer à Justiça para conseguir a transfusão sanguínea para um paciente, e que esse procedimento é normal.
“Em todos os casos de pacientes da religião Testemunha de Jeová que precisam fazer uma transfusão de sangue e eles neguem o procedimento, nós temos que entrar com um pedido na Justiça, mesmo que não seja o que o paciente ou o familiar queira", afirma.
"Nós não podemos deixar o pior acontecer também para que não respondamos sobre uma possível morte”, continua.
Criança, recém-nascida, está internada na Santa Casa de Rio Preto (Foto: Reprodução)Criança, recém-nascida, está internada na Santa Casa de Rio Preto (Foto: Reprodução)
Criança, recém-nascida, está internada na Santa Casa de Rio Preto (Foto: Reprodução)

Problema logo após o nascimento

O bebê nasceu na Santa Casa no dia 14 de abril, sem qualquer problema de saúde, e recebeu alta no dia 17. Mas, no dia seguinte, retornou ao hospital para a realização do teste do pezinho, quando os médicos constataram que o recém-nascido estava desidratado e hipoativo - com sonolência fora do normal e falta de movimentação.
O menino foi internado, mas o quadro clínico se agravou. Ele foi então para a UTI, onde apresentou distúrbio de coagulação, sangramento digestivo e anemia.
No pedido da Santa Casa à Justiça, o advogado do hospital explicou a gravidade do quadro clínico.
“Seu estado de saúde é gravíssimo, sendo que o corpo médico, diante da situação apresentada, concluir que é indispensável a realização, em caráter de urgência, de transfusão de sangue no recém-nascido da requerida. Pois todos os tratamentos alternativos não apresentaram condições de reverter a piora de seu quadro clínico. A realização da transfusão de sangue é indispensável para preservação da vida do recém-nascido”, escreveu.
Mãe chegou a escrever carta dizendo que sabia do risco de vida que o filho corria, mas mesmo assim não autorizava a transfusão (Foto: Reprodução)Mãe chegou a escrever carta dizendo que sabia do risco de vida que o filho corria, mas mesmo assim não autorizava a transfusão (Foto: Reprodução)
Mãe chegou a escrever carta dizendo que sabia do risco de vida que o filho corria, mas mesmo assim não autorizava a transfusão (Foto: Reprodução)

Carta da mãe

A mãe chegou até a redigir uma carta dizendo que tinha sido orientada pela equipe médica sobre a gravidade do quadro de saúde do bebê e que estava ciente de que ele poderia morrer se não fosse feita a transfusão. "Mesmo assim, sabendo de todos os riscos e gravidade, não autorizo as transfusões", escreveu a mãe.
O juiz acatou o pedido da Santa Casa e concedeu tutela antecipada, destacando que a demora natural dos trâmites do processo poderia trazer dano irreversível ou de difícil reparação para o bebê.
"Preservada a garantia constitucional do direito à crença e culto religioso, o direito à vida é de ser tutelado em primeiro lugar pelo Estado, dada ordem de grandeza que envolve um e outro direito, evidenciando a presença dofumus boni juris", afirmou o juiz Lavínio Donizetti Paschoalão.
Trecho da decisão que garantiu à Santa Casa de Rio Preto o direito de fazer transfusão de sangue em um bebê de família Testemunha de Jeová (Foto: Reprodução)Trecho da decisão que garantiu à Santa Casa de Rio Preto o direito de fazer transfusão de sangue em um bebê de família Testemunha de Jeová (Foto: Reprodução)
Trecho da decisão que garantiu à Santa Casa de Rio Preto o direito de fazer transfusão de sangue em um bebê de família Testemunha de Jeová (Foto: Reprodução)
Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba